segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

José Agripino analisa o DEM ter candidato próprio na disputa pela presidência da República ou ficar sem candidato

Após perder o PPS para o governador de Pernambuco e pré-candidato do PSB a presidente, Eduardo Campos, o PSDB terá de disputar o apoio do Democratas. Aliado dos tucanos em quatro das seis eleições presidenciais realizadas desde a redemocratização, o DEM analisa atualmente outras duas opções: ter candidato próprio na disputa de 2014 ou ficar sem candidato na eleição.

Presidente nacional do DEM, o senador potiguar José Agripino Maia só pensa agora na chapa proporcional da sigla. Ele quer manter a bancada federal, ou quem sabe até amplia-la. No Rio Grande do Norte, Agripino já avisou que a governadora Rosalba Ciarlini só disputaria à reeleição, caso melhorasse os índices de avaliação administrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário